sábado, 29 de maio de 2010

Huuuunnnn!!!
Já experimentaram colocar sal nas aftas??
Ô dor boa!!!
Um esbarrar descomprometido...

...
Me aceita como amigo?
Sim.
Insônia?
Sim, e você?
Também.
...
Tu por aqui de novo?
Sempre!
...
Pro músico já deu até msn e pra mim nada...
Ciúmes?
...
Oi!
Oi!
...
Entra aqui que é legal.
...
Olá pessoas insones!
Olá! Olá... Olahhh
...

Só não mexam com ela que ela é minha!
Rs!
...

Encontros pela noite.
Quando deixamos de ser só carne e osso, quando nos conectamos por espaços longínquos...
A noite nos permite isso. A teia no permite isso.

E vamos conversando, nos conhecendo.

...
É só uma brincadeira!
Então vamos brincar!
...

Mas aí então vão vindo palavras, fotos, conversas e risadas...
E sendo platônico, irreal, torna-se real num furor arrebatador!
O que leva a me encantar por alguém cujo cheiro nem posso sentir?

...
Vi suas fotos no orkut.
E porque não me adicionou?
Porque aí eu posso te ver quando quiser.
Mas aí eu que não posso te ver.
...

Às vezes as pessoas são tolas, não percebem que o bom jogador de buraco sempre sabe que cartas jogou...

...
Gosta de suspense?
Em livro sim.
Olha esse, é legal.
Não conheço.
Vê aqui na comunidade...
...

Hun...
Aqui abro um adendo.
Quem me conhece sabe como sou. Vasculho, olho, penetro. Descubro quando quero, desconfio quando não sei. (Se acaso me quiseres...)

...
Meu humor varia do sarcástico ao patético!

...

Sarcasmo, beibe?
Deixa eu te falar, conheço um bom produto clareador de olheiras. Por quê você não aproveita que está chegando o dia 12 e dá um de presente para a sua namorada?
Será que ela vai gostar da dica da sua nova amiga virtual?

domingo, 16 de maio de 2010

Marcha pela Liberdade de Expressão

A quão chega a ignorância de quem acredita que lutar pela legalização é favorecer o tráfico e a violência.
Isso para mim é vergonhoso.
É vergonhoso ver que as pessoas acham que quem defende a descriminalização e a legalização são pessoas sem estudo, sem trabalho, vagabundos.
Engano formentado pela mídia e por grande parte das instituições religiosas.
Há quem fume e não tenha consciência de sua luta. Há quem não fume e seja um nada na vida.
Existem pessoas e pessoas.
Na passeata pude ver pessoas de bem, armadas só com palavras, enquanto a polícia parecia estar ali para combater uma guerra. Acredito até que a criminalidade deve ter aumentado em vários pontos da cidade, já que o contigente policial estava ali, cumprindo ordens de quem tem medo que as pessoas criem consciência.
A algumas décadas atrás a mulher não tinha direito à nada, trabalho, estudo. A lei mudou.
A alguns anos atrás jovens foram exterminados do mapa porque ousaram dizer que não aceitavam a ditadura que governava o país. Lei da anistia.
Os porões continuam fechados.
Sabe o que significa isso?
Os porões da ditadura continuarem fechados?
Sabe o que é existirem cidades clandestinas comandadas pelo exército, em baixo de ruas movimentadas, cidades essas onde reinava a barbárie, a tortura. Cidades essas onde devem estar até hoje todos os nossos desaparecidos.
Mas houve quem ousou lutar.
Houve quem não aceitou ter sua liberdade cerceada.
Houve quem discordou da lei.
Discordar da lei não é crime!
Crime ideológico para mim é ser bitolado pelo que os grandes poderes dizem.
Vi na marcha adultos, senhoras, crianças. Vi pessoas passando e concordando com a gente. Vi profissional do direito humano oferecendo sua ajuda se preciso.
Vi policiais apreendendo bolsa simplesmente porque havia uma folha da maconha mínima desenhada. Vi exigindo que filmes de máquinas fossem retirados só porque a nossa querida guarda foi fotografada.
Aí chega a TV da concorrente dessa página e na mesma hora a polícia quer aparecer! Quer dizer que os jovens estavam sendo agressivos!
Façam-me rir!
Quem estava lá viu o caráter pacifista da manifestação!
Mas acredito que muitos reacionários de plantão não saibam nem o mínimo do que estava sendo discutido. Não saiba das utilizações positivas do cânhamo, não sabem das propriedades farmacológicas da cannabis, nem do alto grau de nutriente das suas sementes. E talvez não estejam nem aí para a discussão de biocombustível feito com elas.
Não querem conversar, não querem entender. Colocam-se em redomas e ponto final.
Vem nos acusar de querer promover barbárie. Vem nos acusar de indução ao fumo.
Mas não querem nem nos ouvir.
Quando o Grande Irmão manda, todos se ajoelham em volta das suas teletelas, por medo, ou por ignorância. E quantos ousam ser Winston? Quantos ousam não aceitar viver como marionetes?

Parabéns a quem na manifestação esteve!
Consciência acima de tudo.

sábado, 15 de maio de 2010

Borboletas

Por todo aquele sentimento que não se deve sentir.
Por todo aquele arrasador sentimento.
Ontem ao te ver senti aquelas incomodantes borboletas no estômago. Felicidade extrema de você estar ali. E medo mais extremo de que você fosse indiferente a mim. E quando saías para depois voltar? Sentia um vazio por não poder mais te perceber no mundo ao meu redor. Voltavas. Via olhares em sua direção. Como me irritavam os olhares! Como me irritava ver peitinhos bonitinhos sorrindo em sua direção! Não!
Tinha horas que eu queria sair de onde estava e ir em sua direção, pensando que estava dando liberdade para que você percebe as outras flores que te rodeavam e passasse por meu perfume sem nem notá-lo. E pensava em todo o meu eu, todas as minhas velhas atitudes de não ir atrás, de pensar que eu estaria invadindo seu caminho.
E eu pensava nisso e ao mesmo tempo não aguentava ver o belo vestido desfilando ao seu redor!
O quão é destruidor sentir isso por alguém!
Já senti antes.
Por quê ninguém nesse mundo é feliz tendo amado uma vez?
E viajo mais ainda, Raul, que paixão quando se sabe como tal, é um tanto quanto dor, tesão, viceral.
Com tantos negros urubus esperando pelas carcaças ainda vivas e formosas, nós dois lá, alheios talvez muito atentos, atentos quiça não fossem os desejos alheios...
Gosto do seu sorriso. Gosto do seu jeito calado. Gosto quando me olha.
Gosto, gosto, gosto...
Dor.
Gosto do teu peito e do teu braço me aninhando...
E parece naquele momento que o mundo já não existia! Só que nessa horas as borboletas dormiam tranquilamente no aconchego da minha barriga...

domingo, 9 de maio de 2010

Você é linda.
É bom ouvir isso.
Depende.
Tem que vir num contexto para ser valioso.

Te vi outro dia e te revi hoje.
Estava lá, acompanhado de uma garota muito gostosa, diga-se de passagem.

Você ficou com ele!
Eu? Não!
Cara de incrédula.

Mas eu não fiquei!

Você é linda.
Como assim, meu amigo?
Procure me conhecer.

Mas você tava lá.
E eu te achei de novo interessante.
Aompanhado de um belo par de pernas.
Se fez de novo desinteressante.
Acho que estou envelhecendo.

Nos encontramos por aí?

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Hunnnn...
;)


@maozinhanervosa Muito gostosa mesmo!! RT: @deedos_levees Babei, juro... essa menina é linda! Segue uma sequência matadora dela!
Delicado
Sublime
Sutil
Expansivo
Inquisidor
Subversivo
Exibicionismo
Voyerismo

sábado, 1 de maio de 2010

Tem pessoas que a gente fica e no dia seguinte nada esperamos, nada desejamos.
Mas tem pessoas que no dia seguinte esperamos anciosas por uma ligação.
Que ilusão!
São justamente essas as pessoas que não nos ligarão!
Entre noites e dormidas
Noites acordadas
Entre noites sozinha
Entre noites embaraçadas
Braços e abraços

E as noites vão passando, braços diferentes se aninhando.
Dei todo o meu grito de liberdade. Não quero nada. Não quero ninguém. Quero tudo e todos.
Mas aí basta um fim de noite, um começo de manhã, um pão com carne e suco trazidos na cama.
Bastam os gestos e abraços. Uma mão no cabelo, um conforto no peito.
Basta isso para sentir todo aquele frisson que só aquela linda música pode me contar.
E esse sentimento ilhado, louco, amordaçado volta a incomodar.
Tudo que é incômodo vira cômodo. Todo o cômodo é irritantemente incômodo.
Pricipalmente quando se sabe, já por doída experiência, que todos os chamegos de fim de noite, não passam de simples chamegos de fim de noite.
 
Se acaso me quiseres.... Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino