segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Sempre um grande amor

É um tal de lembrar sempre dele, mesmo quando não há o mais. Mas eu lembro mesmo assim.
Amores verdadeiros não morrem nunca. O que morre são as pessoas.
E eu me lembro de cada detalhe seu, em lembro da última vez que nos vimos, da última vez que nos falamos por telefone.
Será que eu vou lembrar para sempre?
Estando triste, estando feliz...
E engraçado que hoje eu falo seu nome! Quando quando podíamos conversar você sempre me pedia para dizer, e eu não dizia. Te tratava com uma tímida indiferença, falava seu sobrenome. Besteira minha, ou talvez porque eu queria me sentir sempre sua amiga. Medo de estragar tudo.
Hoje você não está aqui. Hoje eu falo seu nome. Hoje tenho mais maturidade para decodificar tudo que eu sempre senti.
Não que com outras pessoas não possa existir.
Mas o que é real não morre, nem substitui,
Cada pessoa é única.
E você sempre será um grande amor, Felipe.

sábado, 20 de outubro de 2012

Esperas


Talvez as coisas não soassem tão estranhas se não as idealizássemos demais.
Idealizamos encontrar alguém e quando, porventura, encontramos, parece que não era nada daquilo.
Talvez porque esperamos demais.
E por isso nos decepcionamos.
Esperamos aquela visita que nunca veio.
Esperamos aquele livro que nunca lemos.
Esperamos aquela flor que nunca chegou.
É porque acreditar no seu castelo nas nuvens é um bom sonho de felicidade.
Mas a vida é outra coisa, coração.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Sabe quando você vê algo de uma pessoa e tem uma vontade enorme de dizer que é muito fã dela, que admira ela, que pensa em escutar o que ela fala...
É estranho.Não posso dizer isso.
Mas eu sinto, sinto como  eu senti no dia em que escrevi poemas outrora.
Só me resguardo.
Quem sou eu para me meter em sua vida?
Mas sentir é inerente a isso.
A gente sente, mesmo que nunca precise ser correspondido...



E por mais que doa isso.

domingo, 14 de outubro de 2012

sem saco pra sair
sem saco pra dançar
sem saco para ouvir música
sem saco para ler
sem saco para arrumar a casa
sem saco para me arrumar
sem saco para namorado
sem saco para paquera
sem saco para amig@s quanto mais para "amig@s"
sem saco para beber
sem saco para botar no cesto de lixo
sem saco para ajudar minha amiga a mexer no excel (mas é minha amiga)
sem saco
só com fome

Ter sonho erótico com primo é errado?

X)
Quando você vê duas pessoas que você já ficou juntas você pensa em quê?
E quando essas duas pessoas que você vê juntas você ficou ao mesmo tempo, como é que fica?

Devaneando...
Um pouco sobre mim, um pouco sobre você...

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Às vezes eu vejo umas mensagens dela para ele
E umas curtidas dele para ela.
Sinto ciúmes.
Ele foi, e é, uma pessoa admirável.
Mas quando vejo os dois (e confesso que evito ver)
Tenho uma certeza imensa de que eles são lindos juntos.

(E ah, não estou a falar de nenhum ex-namorado meu!! Evitando logo qualquer ciúme bobo!!)


quinta-feira, 4 de outubro de 2012

É sério isso, Iole?
Sério mesmo?
Sério.
Não tou na pilha de ficar com ninguém.
Tá, ninguém é exagero... Abro exceção pro meu ruivinho.
E só.
E mesmo assim, não é aqueeeeela exceção...
Só ando um pouco sem saco e enjoada de tudo e todos.
Tá, tudo bem, um ou outro até dá uma vontadezinha, mas sabe aquela vontade que nem é tão grande?
Acho que preciso de algo que me surpreenda.
O resto tá tudo mais ou menos no mesmo.
É como se tudo andasse morno.
Na mesma marcha.
Tic tac de relógio.
E não, não tou em fase bi ou homo.
Mulher nunca foi exatamente meu forte, e as poucas que ainda me sobraram andam menos interessantes que os desinteressantes homens.
Afe, eu que estou exigindo demais ou o mundo que está fraco?
Surpreenda-me, mundo.


 
Se acaso me quiseres.... Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino